Com o fim do “O Jornal de Coruche”, eis que surge uma novidade, um projecto, um sonho. O meu sonho e o sonho de todos aqueles que irão contribuir para que este se concretize. Surge o novo Jornal Lezírias. Nova gente chegará enquanto outros partem.

.posts recentes

. O Lezírias de Dezembro! F...

. ...

. Jornadas de Gastronomia ...

. Jornadas de Gastronomia ...

. Resultados do sorteio da ...

. O Lezírias das Festas do ...

. Festas de Coruche 2011

. Coruche - Semana da Juven...

. O Lezírias de Maio

. ...

. Sabores do Toiro Bravo 20...

. 11 da Lezíria - Pontapé d...

. O Lezírias de Março

. Resultados da 2ª fase do ...

. Finalmente o nº 8

.arquivos

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

.Contador

.Publicidade

"Clique para aumentar"
Sábado, 30 de Abril de 2011

Sabores do Toiro Bravo 2011 - Entrevista ao Presidente da Câmara Municipal de Coruche

 

No dia 29 de Abril, inaugurou-se em Coruche, mais uma edição do certame “ Sabores do Toiro Bravo “, o LÉ foi até lá e esteve à conversa com o presidente da câmara municipal de Coruche, Dionísio Mendes.

 

 

JL (Jornal Lezírias) -O que espera de mais uma edição, dos Sabores do Toiro Bravo?

DM (Dionísio Mendes) – Espero que seja uma edição que venha na sequência das anteriores, ou seja, com cada vez mais presença de público, com novas pessoas a descobrir os sabores do toiro bravo; que é uma carne de excelente qualidade.

Infelizmente, muita gente ainda não conhece a carne brava, mas este festival anual que fazemos em Coruche vai permitindo que esta carne seja conhecida de norte a sul do país. Este ano contamos com a presença de alguns espanhóis o que contribuirá também para uma melhor divulgação.

 

JL- Acha que Coruche já se afirmou como capital nacional da carne brava?

DM- Eu, penso que isso é evidente neste festival que nós fazemos, por todo o mundo taurino se conhece a carne brava; em Espanha utiliza-se bastante na gastronomia, em Portugal nem tanto, mas obviamente que Coruche é a capital nacional da carne brava.

 

JL – Quais os momentos altos deste certame?

DM- Para já, de inicio, há a nossa curiosidade de ver as novidades nas tasquinhas deste ano, depois para além da gastronomia, as noites em que há animação musical e a animação taurina em que podemos ver os forcados, assistir a concurso de cernelhas, assistir a demonstração de toureio por parte de jovens toureiros, enfim podemos ter uma noção de tudo aquilo que está associado ao mundo taurino.

Obviamente que o toiro neste certame é “rei”, pois ele vai ser o principal protagonista do nosso evento gastronómico, mas para além do toiro queria destacar a importância das novilhas bravas a servirem de elemento daquilo que é a tradição de lidar toiros, de brincar com os toiros, de fazer as pegas, de tourear, enfim… de fazer aquilo que é a animação taurina e que se faz popularmente por todo o país, mas especialmente aqui no Ribatejo e no Alentejo.

JL- Acha que a crise e o possível mau tempo para o fim-de-semana, podem afastar as pessoas?

DM - A crise, espero que não afecte muito, o mau tempo penso que vai ser bom para nós, pois outro grande atractivo e principal concorrente nesta altura do ano é a praia, e com este chamado tempo incerto,  penso que as pessoas vêm antes para este espaço e acorrerão a Coruche em massa, como nós sabemos.

Este ano investimos em publicidade, fizemos uma grande campanha publicitária nas auto-estradas com outdoors, na televisão, na rádio, nos jornais, etc… Isso vai trazer muitas pessoas a Coruche, isso que se diz ser o chamado mau tempo, para nós vai ser bom, porque as pessoas não terão alternativa e virão a Coruche, comer e beber nos sabores do toiro.

JL- Qual o seu prato favorito?

DM- Gosto muito de carne, gosto muito de toiro bravo, gosto de tudo em geral por exemplo, carne grelhada, espetadas, nacos grelhados, dobrada, mão de vaca etc. Vou procurar durante estes dias ir variando nas diversas tasquinhas e no que vou comendo, porque involuntariamente gosto de tudo o que é de toiro.

 

Rui Duarte

publicado por Lezírias às 06:46
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De pedro soares a 30 de Abril de 2011 às 21:37
Sou de braga, adorei
De José António Martins a 1 de Maio de 2011 às 09:16
Parabéns!
Todos os anos marco presença neste certame, ontem, mais uma vez lá se repetiu a tradição! E nestes anos todos de Sabores do Toiro Bravo, nunca tinho visto tanta gente, a praça de toiros de Coruche estava "pelas costuras".
Parabéns, Coruche é mesmo a capital da carne de Toiro Bravo!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.favorito

. Deus quer, o homem sonha ...

.subscrever feeds